terça-feira, 27 de julho de 2010

No Reino de Bundhamidão: Os Confins de Lambródia

Para os participantes do Concurso Vivendo em Bundhamidão, eis o prólogo do livro e a descrição dos personagens principais da história. Divirtam-se!

PRÓLOGO
Esta história começa pouco tempo depois do dia em que o Acre desapareceu.

No começo todos estranharam bastante, claro. Mas, como a maioria esmagadora dos seres humanos, não demorou muito para que os brasileiros deixassem esse assunto de lado e logo se distraíssem com os últimos capítulos de uma novela das 20h, o final do campeonato brasileiro ou mesmo a estréia de outro reality show imbecilizante. Pra falar a verdade, no fundo todos sabiam que o Acre de certa forma nunca existiu de modo literal.

Mas como eu ia dizendo, no começo as coisas foram bem estranhas. Não que o Acre tenha sido um estado de grande destaque mundial nos últimos séculos, mas uma notícia tão bombástica, como o sumiço de uma região inteira provocou reações bem estranhas em um bocado de pessoas. Gritarias histéricas e prenúncios do fim do mundo foram relativamente comuns. Em seguida vieram as ondas de saques em estabelecimentos comerciais das grandes metrópoles – um comportamento apontado por muitos como ilegítimo e injustificável, pois as lojas mais afetadas foram as de calçados e confecções femininas. Logo não tardaram a iniciar as discussões acaloradas entre partidos políticos, sempre apontando que os culpados pelo evento eram membros da oposição. Também surgiram teorias sobre atentados terroristas, movimentos de reforma agrária, golpe militar, comunistas infiltrados no governo, invasões alienígenas, estratégias de marketing viral, praga de mortos-vivos, dentre outras possibilidades plausíveis. Houve até mesmo aqueles que ousaram dizer que o estado sequer chegou a existir um dia. Mas isso são apenas boatos...

Como era de se esperar, demorou mais de duas semanas para que o resto do planeta notasse que subitamente uma parte da América Latina tinha desaparecido. Mas foi só aparecer no primeiro jornal de quinta categoria, transmitido nacionalmente, que logo todos os veículos de mídia entraram em polvorosa.

Em uma dessas mídias urubuzistas trabalhava um pobre infeliz chamado Vicente. Não que ele fosse necessariamente pobre ou obrigatoriamente infeliz, mas de forma comedida era um pouco de ambos. Vice, como lhe chamavam com frequência, era praticamente uma caracterização de seu apelido. Desde pequeno a vida sempre fez questão de lhe oferecer oportunidades que muitos optariam como último recurso. Nunca conseguindo ser o primeiro em nada do que fazia, o jovem aprendeu que “ganhar em segundo” também tinha seus méritos. Ao menos o suficiente para conseguir pagar suas contas e enfiar comida goela abaixo.

Não sendo um perdedor completo, mas estando longe de ser alguém digno de subir em um pódio, Vicente foi morar longe dos pais ao completar 17 anos para fazer faculdade. Optou por um curso meia-boca em uma faculdade furreca e foi tentar a sorte em Belém, no Pará.

Mal sabia o que estava por vir...


OS PERSONAGENS

Vicente - O único humano da história, Vice despencou de outro mundo (Se é que existem outros!) direto em Bundhamidão. Mais perdido que mendigo em bolsa de valores, o jovem brasileiro tentará de tudo para sobreviver aos perigos da misteriosa e tumultuada terra onde foi parar, sempre acompanhando Moren 2 em sua jornada pela "Entrega Perfeita".

Claro, isso se seu azar nato não venha a interferir na missão.

Moren 2 - Registrado no cartório por um tabelião semi-analfabeto ( que não sabia que números ordinais se escrevem com algarismos romanos), este anão de meia-idade é a encarnação da rabugice e da grosseria. Como o melhor funcionário da Empresa de Transportes e Fretes Távola, Moren 2 recebeu a missão de realizar a "Entrega Perfeita".

Resta saber se vai conseguir executar sua missão, sem ser pego pelos terríveis cobradores de impostos de Bundhamidão.

Raaen - Este pequenino golem de origem misteriosa surgiu há pouco tempo no reino, mas já vem sendo apontado como um forte candidato para o prêmio de maior chato do multiverso. Sempre com uma opinião formada sobre os mais diversos assuntos, Raaen atormenta a jornada de Moren 2 e Vice disparando comentários (im)pertinentes o tempo todo.

Seria descartável, se não fosse tão valioso...

Felix - Como líder da Associação dos Trolls Moradores de Pontes, Felix deveria ser um ícone da bravura e liderança, mas no fundo é apenas um covarde bonachão. Sua histeria sensata e seus conselhos frouxos se mostraram fundamentais para a sobrevivência do grupo.

O Marconte de Oran & Távola - Ser o dono da maior empresa de transportes e fretes do reino tem preços altos, e o Marconte de Oran sabe disso. Este fardo nunca está errado em suas opiniões, e não aceita ser contrariado... Fato que vai tornar a missão de Moren 2 muito mais complicada.

Soukashi e Arcebíades - Os dois personagens vencedores do concurso, ambos terão um papel fundamental no desenrolar da trama. Conheça o histórico de ambos clicando no link.

2 comentários:

Comulot disse...

Gostei.
Espero mais capítulos!!

Morgana disse...

Eu tbm *-*